Publicidade

Publicidade

Arquivo de junho, 2009

18/06/2009 - 10:41

“Se alguém está gritando de felicidade…

Compartilhe: Twitter

…a coisa mais educada a fazer é gritar também”

Para ter uma amizade duradoura você precisa de leis? Quando você não sabe direito como agir em relação às coisas a quem – ou o que – você deve recorrer? Allie Finkle tem todas essas respostas, apesar de ser apenas uma garota de nove anos.

Allie é uma garota normal, que vai à escola, tem amigas e, é claro, uma melhor amiga. Não que sua melhor amiga seja uma garota muito legal, mas Allie (até que) gosta dela, apesar de ser uma menina chorona e meio chata. Tudo isso faz com que a menina Finlke sempre pense que adoraria ter uma melhor amiga mais divertida, que se parecesse mais com ela.

O problema é que pode ser que os pedidos de Allie sejam realizados agora que sua família decidiu mudar de casa – e, consequentemente, trocar a escola onde ela e seus irmãos estudam. Agora ela já não tem tanta certeza de que quer uma nova amiga e vai fazer de tudo para continuar na mesma casa com as mesmas coisas, tudo do jeitinho que deveria ser.

Enquanto Allie luta contra a mudança, a troca de amizades e escola vários acontecimentos vão mostrando à ela os caminhos certos que você deve seguir para que tudo dê certo. Agora ela até fez um caderno para anotar essas regras.

Se você acredita naquele papo de que “é errando que se aprende”, vai adorar as confusões em que essa garota se mete tentando fugir de morar em uma casa mal assombrada, conhecendo novas amigas ou vendo que suas antigas colegas são muito piores do que ela pensava.

“As leis de Alli Finkle para meninas – Dia da Mudança” é da autora Meg Cabot, que escreveu diversos dos nossos livros favoritos, e chega ao Brasil com tradução da Galera Record. Alli Finkle é uma heroína, do seu jeito meio estranho e atrapalhado – metendo os pés pelas mãos de vez em quando – mas ainda assim, uma heroína que vai te inspirar a ser uma pessoa muito melhor! Ou, pelo menos, mais divertida.

E você, tem alguma regra? Conte pra gente nos comentários!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , ,
05/06/2009 - 11:28

Sidarta para jovens

Compartilhe: Twitter


Religião é coisa chata? Todo mundo sempre acha que ser religioso é ficar dentro de uma igreja cheia de velhinhas caquéticas rezando em latim e morrendo de sono, né?! Mas existem outras coisas para descobrir no mundo além das ideias do ocidente sobre religião.

Uma história muito bacana é sobre um príncipe indiano que larga toda a riqueza para descobrir o sentido da vida. Esse tal príncipe chama Sidarta, e também é conhecido como o Buda – aquele cara gordinho de barriga de fora, sabe?

Sidarta Gautama foi o nome de batismo do Buda, o Iluminado. Seu pai o deixou dentro do palácio da família até que se tornasse adulto. O garoto não sabia como era o mundo fora dos portões de segurança, não imagina que existia pobreza, doença ou velhice. Ao encontrar todas essas “novidades” em um passeio, Sidarta se deu conta de que alguma coisa estava errada.

A vida dele já foi contada por várias pessoas, uma delas foi Hermann Hesse, que escreveu sobre esse cara há muito tempo. E então chegou o escritor e jornalista carioca Bruno Pacheco e modernizou a doutrina do budismo.

“Sidarta para jovens” é um livro que fala sobre religião de uma forma leve, rápida e que te deixa superinteressado. Quem sabe você não termina de ler e vai conhecer um templo budista ou aprender a meditar?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo