Publicidade

Publicidade
30/09/2009 - 16:13

O mundo de Sofia. E só dela.

Compartilhe: Twitter

16bComecei, há um tempão, a ler “O Mundo de Sofia“, escrito por Jostein Gaarder e publicado em 1991. Comecei a ler pelos seguintes motivos: o livro era superconhecido e eu não tinha noção do que se tratava. Acreditava que era algo sobre um mundo imaginário que Sofia vivia, ou até a forma com que a personagem encarava a vida. Errei.

O Mundo de Sofia é um livro disfarçado de literatura. Na verdade, trata-se de uma obra didática. O autor criou uma história baseada em uma menina prestes a fazer 15 anos de idade para dar aulas de filosofia. Para ensinar, literalmente, a criação, expansão, desenvolvimento e situação da filosofia. O livro começa com uma novela agradabilíssima, onde toda uma trama envolvendo Sofia e a sua caixa de correios nasce e se desenvolve, evolui. O começo é ótimo. Até que eu me senti na escola.

O filósofo misterioso começa a dar aulas da história da filosofia para a garota, que se torna fã da disciplina, deixando, ao final de cada ensinamento, pequenas lições de casa para Sofia. A forma como as aulas são escritas é ótima, porque o autor conseguiu, de um jeito legal e leve, escrever todo o desenvolvimento da filosofia no mundo. O problema é que a filosofia é complexa, é grande e é cansativa. Sócrates aparece, Platão aparece e todo o resto aparece. Daí… Eu tive que pular as aulas e ler só a trama. Não aguentei. Não consegui terminar.

Se você gosta de filosofia, do fundo do coração, leia “O Mundo de Sofia”. Caso contrário… Compre outra coisa.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

11 comentários para “O mundo de Sofia. E só dela.”

  1. Giika Borges disse:

    Nossa, eu tentei também. Três vezes. Quando acabar os que estou lendo, vou parti pra ele de novo, não tenho muita certeza que vou conseguir D:

    • Maria Eugênia disse:

      Eui estou lendo o mundo de Sofia, e aconselho outras pessoas à lerem…
      E sim vou conseguir terminar

    • Jane disse:

      Eu sempre quiz ler “o mundo de Sofia”, mas nunca encontrava pra comprar, sempre chegava atrasada nas livrarias…enfim sei que se trata da história da filosofia em si, adoro ler, troco um bom livro por qualquer diversão, no momento estou lendo “O vendedor de sonhos” do Augusto Cury muito bom, aceito dicas de leitura, obrigada e boa leitura pra todos.

  2. Vanessa Olyver disse:

    rsrsrs… curioso… tbm gosto da trama, comecei a ler pelos mesmos motivos que os teus…rs mas enfim a coisa fica mais complicada e pra nao dizer chata e sem fundamento o aparecimento do filosofos… ja estou com ele a tres anos comecei a ler umas vinte vezes mas em nenhuma delas tive saco pra continuar…rs
    Bom enfim…
    gostei mto do blog… foi a primeira vez que passei por aqui… mas virei mais vezes com certeza…
    Abraços e parabens…

  3. Daniel disse:

    Gostei dos comentários, comecei a ler hoje e vou perceber se com relação a estes comenários falta mais força de vontade ou se os comentários retratam a realidade ref. ao livro.
    Mas, por mais “pensado” que possa parecer um livro, devemos terminá-lo, tive muita dificuldade em terminar um livro de Saramago por sua escrita se peculiar, mas entre trancois e barrancos e certa demora, terminei!

  4. Rafael disse:

    Eu gosto muito de filosofia e já conhecia boa parte dos autores antes de ler o livro. No começo achei muito bom, didático e com uma história interessante. Mas na metade em diante me dava a impressão que o professor chegava na sala de aula “hoje o tema é” e ficava tipo professor de cursinho inventando jeito de tentar prender a atenção.

    Então, mesmo que você goste de filosofia, compre outra coisa!!

  5. ana maria disse:

    Olha gente, eu li este livro há quatro anos atrás, no último ano da faculdade. Meu conselho é: leia, e leia mesmo. É muito bom, não vão se arrepender.

  6. Paula Tina disse:

    Desculpe, mas… o que vc tentou dizer com “é um livro disfarçado de literatura”??? Livros com conteúdo são chatos, é isso?! Melhor mesmo é a literatura linear com vampirinhos, bruxinhos, duendes etc.

  7. Lu Melo disse:

    Nossa adorei o seu site ! eu estou a ler este livro! mas eu pulo as partes da trama pra chegar loco na parte da filosofia rs XD

    Lu

  8. Kátia Silmara da Silva disse:

    Como assim começaram a ler e não conseguiram continuar?! Eu quando comecei a ler não conseguia era parar. Já li três vezes e pretendo ler mais uma.
    A história é fascinante, e aprender sobre filosofia e discutir e existência do mundo é a minha praia, apesar de ter um pouco de medo nos assuntos que envolvem religião.
    Acho que para compreender o Mundo de Sofia e aprender muito, ler uma vez só não basta.
    Aos estudantes e amantes da filosofia acredito que não há livro melhor para ler.

    O Mundo é tão real quando o de Hilde e o meu!

    Kátia Silmara da Silva

  9. Jose Carlos disse:

    O livro não foi escrito para “entendidos em filosofia”e nem para intelectuais e sim para “despertar” o interesse pela matéria,embora essa juventude de hoje seja completamente “burrinha” e não compram livros.Na era da comunicação não se escreve mais para “intelectuais”,pois esses,não nos trazem nada de pratico e sim para realmente “comunicar”,simples e rapido.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo