Publicidade

Publicidade

05/06/2009 - 11:28

Sidarta para jovens

Compartilhe: Twitter


Religião é coisa chata? Todo mundo sempre acha que ser religioso é ficar dentro de uma igreja cheia de velhinhas caquéticas rezando em latim e morrendo de sono, né?! Mas existem outras coisas para descobrir no mundo além das ideias do ocidente sobre religião.

Uma história muito bacana é sobre um príncipe indiano que larga toda a riqueza para descobrir o sentido da vida. Esse tal príncipe chama Sidarta, e também é conhecido como o Buda – aquele cara gordinho de barriga de fora, sabe?

Sidarta Gautama foi o nome de batismo do Buda, o Iluminado. Seu pai o deixou dentro do palácio da família até que se tornasse adulto. O garoto não sabia como era o mundo fora dos portões de segurança, não imagina que existia pobreza, doença ou velhice. Ao encontrar todas essas “novidades” em um passeio, Sidarta se deu conta de que alguma coisa estava errada.

A vida dele já foi contada por várias pessoas, uma delas foi Hermann Hesse, que escreveu sobre esse cara há muito tempo. E então chegou o escritor e jornalista carioca Bruno Pacheco e modernizou a doutrina do budismo.

“Sidarta para jovens” é um livro que fala sobre religião de uma forma leve, rápida e que te deixa superinteressado. Quem sabe você não termina de ler e vai conhecer um templo budista ou aprender a meditar?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo